Design com Dengo

O A Cor da Casa aproveita o climinha gostoso de feriadão para se inspirar em um projeto muito delicioso em São Paulo. Delicioso porque é sobre a loja conceito da marca de chocolates Dengo que estamos falando… Sabe aquele chocolate que é 100% brasileiro, e absolutamente irresistível?

A concept store fica na Avenida Faria Lima e foi projetada pelo escritório paulista Matheus Farah e Manoel Maia. O prédio é o primeiro e mais alto edifício em madeira construído no Brasil e já ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais. A madeira aparente, junto com a vegetação, contribuem para uma sensação de conforto e resgatam os valores da Dengo de produzir em harmonia com o meio ambiente. Transparências e aberturas, assim como o uso de tons terrosos, ampla iluminação, terraços e mobiliário em madeira acentuam essas características. 

“O projeto é uma aposta na tecnologia para rever os parâmetros construtivos e mostrar que é possível inovar e edificar reduzindo os danos ambientais e promovendo o desenvolvimento sustentável das nossas cidades, sem abrir mão da estética e do conforto”, diz Maia. 

O objetivo foi recriar uma fábrica de chocolate de maneira atraente e didática para o público, destacando o diferencial da Dengo: o envolvimento em todas as etapas produtivas, processo conhecido como “bean to bar” (do grão à barra). Isso inclui desde a produção das amêndoas de cacau em fazendas sustentáveis do sul da Bahia, até a finalização da barra de chocolate. 

Para ressaltar esse cuidado, o projeto previu no térreo a instalação do maquinário original dos anos 40, restaurado para exibir in loco o refino do chocolate. O moinho é abastecido por grãos que chegam através de dutos transparentes e percorrem um átrio central, criando um encantamento e enriquecendo o imaginário do público. 

No primeiro andar, na Estação Meu Dengo, clientes podem assistir à produção de itens personalizados. O primeiro e o segundo andares oferecem mesas e bancadas para acomodar os visitantes e possuem transparências e aberturas laterais que os conectam tanto com os demais pavimentos, quanto com o ambiente externo. 

O piso resgata os caquinhos cerâmicos típicos das residências paulistanas dos anos 40 e 50, garimpados em “cemitérios de azulejos”. Além de prestar uma homenagem à cidade e despertar a memória afetiva, ele remete ao “quebra-quebra”, produto fortemente identificado com a Dengo, cujas lojas exibem amplas placas de chocolate em nichos de vidro para serem quebradas na hora na quantidade desejada pelo cliente. 

“Buscamos criar um espaço onde o rústico, o irreverente, o autêntico e o artesanal estivessem em destaque, a partir de uma releitura contemporânea do uso de elementos naturais e do próprio conceito de brasilidade”, afirma Farah.

Fotos: Fran Parente

A Dengo fica na Av. Brg. Faria Lima, 196 – Pinheiros, São Paulo.