Luto na Arquitetura

O A Cor da Casa presta uma homenagem ao arquiteto e sociólogo Jorge Hue, que nos deixou aos 98 anos na última sexta-feira. O arquiteto jamais será esquecido, pois permanece vivo nas diversas residências, palácios, museus, fazendas e igrejas que projetou e restaurou no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e outras partes do Brasil. Além de arquiteto e sociólogo, Hue será sempre lembrado como um humanista. 

Recentemente, já com idade avançada, foi o orientador da construção da Casa Firjan, em Botafogo. 

Casa Firjan, no Rio de Janeiro

Seu talento transborda as fachadas para dentro dos interiores. Hue deixou sua marca em locais como o Jockey Club do Rio, o Palácio do Planalto e, com Bernardo Figueiredo, o mobiliário do Salão de Recepções do Palácio Itamaraty. Elegantes, sofisticados e funcionais: assim era a sua marca registrada como interior designer.

Amigo do paisagista Roberto Burle Marx e dos arquitetos Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, Hue sempre desenvolveu obras que destacavam a brasilidade e que são referências de elegância e tradição do morar brasileiro.

Acompanhe aqui no A Cor da Casa alguns de seus desenhos mais célebres!