São Paulo em Cartaz

Nesse momento de pandemia, quando o trânsito ainda é bem restrito, os cariocas com sede de ver arte de qualidade não passam aperto. Logo ali, em São Paulo, há exposições incríveis em cartaz que a gente ousa descrever como: imperdíveis. Algumas delas já até citamos aqui no A Cor da Casa, mas para começar essa semana pré-Carnaval com todo gás, compilamos um roteiro com as 5 mostras que de fato são um must na capital paulista neste momento. Afinal, é tão perto que nem avião é necessário pra gente dar um pulo lá, né? 

Não nos chame de bairristas… mas começamos o nosso tour pela exposição da carioca Beatriz Milhazes, em cartaz no MASP. Esta é a maior exposição já dedicada à obra de uma artista central na arte contemporânea brasileira.



A exposição inclui mais de 170 trabalhos feitos a partir de 1989, um ponto de inflexão na trajetória de Milhazes. Foi nesse ano que ela desenvolveu a técnica que chamou de monotransfer, em que ela pinta sobre uma folha de plástico transparente e depois decalca ou transfere o elemento pintado e seco para a tela (uma dessas folhas está exposta na vitrine no primeiro subsolo). Esta é uma oportunidade verdadeiramente única para se conhecer o trabalho tão diverso, complexo, multifacetado e singular de Beatriz Milhazes, uma das artistas mais significativas da cena brasileira e internacional no século 21. 

Fica em cartaz até maio, na Av Paulista 1578.

Damos sequência visitando a exposição de um artista que tem vínculo com o Rio pero no mucho. Miguel do Rio Branco, fotógrafo renomado, está em cartaz no Instituto Moreira Salles com a mostra “Palavras Cruzadas”.

A exposição revê sua contribuição original ao usar a fotografia como elemento básico de uma escrita visual, capaz de dar novos sentidos às imagens. Para isso o artista revê seu arquivo de vida inteira, das raras imagens em preto em branco, capturadas na Nova York dos anos 1970, quando iniciava suas experimentações artísticas, até trabalhos recentes. São mais de 200 obras, que investigam temas como a sexualidade, a violência, a dor e a solidão.

“Palavras Cruzadas” fica em cartaz até maio na Av Paulista 2424.

Em seguida visitamos a Pinacoteca com a exposição da dupla OSGEMEOS (http://acordacasa.com.br/2020/12/09/em-cartaz-osgemeos/) . Batizada de “Segredos”, essa é a primeira exposição panorâmica dos artistas e irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo. A mostra conta com mais de 1000 itens, cerca de 50 desses são inéditos ou nunca exibidos no país. O duo apresenta pinturas, instalações imersivas e sonoras, esculturas, intervenções site specific, desenhos e cadernos de anotações. 

Esses últimos, da fase ainda adolescente e apresentados ao público pela primeira vez, antecedem os famosos personagens amarelos, abrindo caminho para a compreensão da raiz de seu surgimento. O corpo de obras invade o museu, ocupando as sete salas de exposições temporárias do primeiro andar, um dos pátios, diversos espaços internos e externos, além de uma instalação, concebida especialmente para o Octógono.

Segredo fica em cartaz até 22 de fevereiro na Pinacoteca (Praça da Luz, 2 – Luz).

Partimos para o Museu da Imagem e do Som (IMS) para conhecer a mostra  “John Lennon em Nova York, por Bob Gruen”. Ocupando os dois andares do museu, a mostra revela por meio de mais de 130 imagens selecionadas pelo fotógrafo Bob Gruen, a vida do ex-Beatle. Além das imagens, a mostra também apresenta uma seleção inédita de 40 fotos vintage, expostas em ampliações originais feitas pelo fotógrafo.

“John Lennon em Nova York, por Bob Gruen” fica em cartaz até 14 de fevereiro no MIS (Av. Europa, 158). 

Finalizamos nosso passeio pelo MAM, o museu de arte moderna da cidade. A exposição “Antonio Dias: derrotas e vitórias” apresenta uma retrospectiva da obra do artista, que é um ícone do movimento Tropicália, a partir do seu acervo. Na mostra é possível conferir um conjunto de trabalhos desde as primeiras abstratas do início dos anos 1960 até a última tela pintada por Dias. São instalações, pinturas, filmes e obras em diversos suportes na mostra inédita!

“Antonio Dias: derrotas e vitórias” fica em cartaz no MAM ((Av. Pedro Álvares Cabral, s/n°)  até 21 de março.