Redescobrindo a casa em 2020

O ano de 2020 foi duro e irá nos marcar para sempre mas, agora que está chegando ao fim, reconhecemos que nos deixa legados importantes para o retomar de nossas vidas – o que não tardará com a vacina. E entre esses, está o reconhecimento da casa como o mundo a parte de cada um, de onde podemos fazer de tudo um pouco…e ser feliz.

No isolamento imposto pela quarentena, procuramos o refúgio do lar. E cada um se ajeitou como pode no espaço disponível de sua casa, pouco a pouco encaixando as atividades cotidianas. Primeiro veio o trabalho, o tal home office, o antigo escritório em casa foi se delineando em quartos, cantos da casa, qualquer espaço que comportasse o laptop e deixasse o usuário com o mínimo de conforto e tranquilidade. A tecnologia abriu caminho para  a vida em casa, e não foi só no trabalho. Aulas de ginástica online permitiram dar sequência à rotina de exercícios físicos e a casa mais uma vez atendeu – salas, varandas, corredores, não foi complicado dar um jeito e continuar. Quando o lazer era necessário, a ida ao restaurante foi rapidamente substituída por atividades culinárias tornando a cozinha um dos ambientes mais frequentados em casa, assim como a sala de TV para assistir filmes e séries no streaming. As varandas passaram a ser sonho de consumo e as áreas de serviço os locais de higienização necessários com a pandemia.

E passamos a olhar para nossos interiores com atenção, procurando ir atendendo às demandas das melhorias necessárias, que poderia ser apenas um incremento na pintura, limpeza ou troca de estofado, uma almofada aqui ou ali. Para alguns bastaram flores e plantas e outros partiram para uma reforma total.

Era inevitável que a descoberta da casa se refletisse no mercado de decoração e nos escritórios de arquitetura. Com lojas ainda fechadas devido às restrições, os fornecedores sentiram o incremento nos pedidos online e arquitetos e designers de interiores passaram a ser requisitados.  Com a abertura dos shoppings e lojas de rua, foram tantas encomendas que a espera passou a ser longa para recebimento de produtos – bem mais dos 30-60 dias habituais.

Uma nova noção da casa surgiu no contexto de nossas vidas, com demandas agora fundamentais e que irão se incorporar daqui para frente em reformas e futuras plantas de apartamentos em lançamentos do mercado mobiliário. Com certeza as varandas, home offices, salas de TV confortáveis e cozinhas integradas farão a diferença daqui para frente acompanhando a tendência e a demanda dos tempos atuais.

Inspiradas na nova onda relacionada com o morar e comemorando os 30 anos da CASACOR RIO completados em 2020, a equipe do A Cor da Casa com Joy Ernanny na redação, Luiza Quentel na direção de arte, assessoria de Angela Falcão – pilotada por suas diretoras de conteúdo Patricia Mayer e Patricia Quentel – criou o projeto INTERIORES, onde a cada semana um arquiteto que ajudou a escrever a história da mostra carioca é o protagonista apresentando sua carreira, inspirações, em belas imagens de ambientes da mostra postados semanalmente no blog e nosso Instagram. Os posts foram complementados com lives com a jornalista Patricia  Mayer conversando com convidados da semana. Foram ao todo 29 profissionais apresentados de junho a dezembro – agora em pausa para o recesso do final do ano mas pronto para recomeçar em janeiro de 2021.

 

Interiores com Lia Siqueira

Interiores com Chicô Gouvea

Agradecemos a todos que nos prestigiaram e desejamos que o ano novo seja de saúde, paz e alegrias.