Interiores: Caco Borges

Apresentamos hoje o sexto episódio do projeto “Interiores” com o nosso convidado Caco Borges, que dividiu conosco ideias sobre o morar, inspirações, referências, hobbies e processos de trabalho. A cada semana, destacamos em nossas redes sociais posts com arquitetos convidados e exploramos o universo interior desses profissionais que ajudaram a escrever a história dos 30 anos da CASACOR Rio. 

Caco Borges é arquiteto e designer de interiores com 29 anos de experiência no mercado. É dono de um estilo que mescla o clássico e o contemporâneo com inspirações que vêm do conhecimento adquirido ao longo da carreira e da constante pesquisa das novidades. Seu portfólio conta com 25 participações consecutivas na CASACOR Rio. “Já fiz bodas de prata!” ele brinca com orgulho. E ainda revela que tem um sonho de publicar um livro com fotos e textos sobre esses 25 ambientes que assinou durante a trajetória. 

Seu trabalho têm influência do design e das artes decorativas inglesas. É um admirador (não secreto!) do arquiteto John Pawson, que é conhecido pelo minimalismo. “O grande desafio da profissão é projetar com o mínimo necessário,” revela. “É o maior desafio que um arquiteto ou decorador pode ter”. Ele também se inspira no trabalho do arquiteto renascentista italiano Andrea Palladio e na obra do nosso mestre brasileiro Oscar Niemeyer. 

Caco conta ao A Cor da Casa que não tem uma parte específica do processo de trabalho que mais aprecia. “Gosto da sequência do trabalho, desde como a ideia se define até a sua evolução e o acompanhamento da realização,” explica. 

Durante o confinamento, Caco aproveitou para ler bastante e se dedicar à pesquisa. “É um tempo também de prestar muita atenção à saúde mental e física,” diz. E foi justamente esse momento de pandemia fez ficar ainda mais clara a sua definição do morar. “Eu diria que morar hoje é  viver e valorizar o essencial,” coloca Caco. Ele conta, inclusive, que esse é um tema sobre qual ele tem dedicado bastante reflexão. Especialmente quando o assunto é o futuro. Sua previsão é que os clientes passarão a demandar por um melhor setor de serviços dentro de casa. “Passaremos a valorizar mais uma ampla área de serviço com uma boa estrutura para a lavagem de roupas e para guardar os materiais de limpeza dos ambientes,” diz. “Além disso, a cozinha será também mais valorizada pois passamos a comer mais em casa no dia a dia e vamos fazê-lo socialmente também. Acredito que surgirá demanda também por bons espaços sociais, como home theaters e, principalmente, home offices,” conclui. 

Na próxima segunda-feira, dia 13 de julho, Caco Borges será entrevistada por Patricia Mayer, jornalista e sócia da 3Plus, às 18h no nosso Instagram @acordacasa.

A entrevista ficará salva no IGTV logo em seguida da Live. Não perca!