Below 14

Na semana passada o A Cor da Casa começou uma série de posts sobre opções menos batidas de hotéis em Nova York. Afinal, com a sensação térmica da nossa cidade batendo 54 graus, tem muita gente fugindo do calorão e buscando refúgio no inverno nova iorquino. Faça frio – ou faça muito frio – a Big Apple tem um clima agradável de férias mesmo nos meses mais gelados. E, convenhamos, para quem passa o dia inteiro batendo perna, o frio deixa de ser tão penoso. Mas o que acaba acontecendo é que a maioria dos brasileiros acaba sempre se hospedando nas mesmas regiões de Manhattan, principalmente em Midtown, enquanto o que não falta na cidade são opções descoladas em bairros menos turísticos. Nosso último post falou sobre hotéis no Brooklyn (http://acordacasa.com.br/2020/01/14/ferias-no-brooklyn/), e hoje, damos dicas imperdíveis de três hotéis em Downtown Manhattan – todos abaixo da rua 14- ou “below fourteen”, como falam os nova iorquinos! Confira!

O termo Downtown Manhattan tradicionalmente engloba tudo o que existe abaixo da rua 14, seje leste ou oeste. Os bairros são diversos: Tribeca, SoHo, Meatpacking District, East Village, West Village, Lower East Side, FiDi, Alphabet City… e por aí vai. 

O nosso passeio começa ao lado do Rio Hudson, no lado oeste de Manhattan, no Hotel Hugo. Esse hotel charmoso, numa região silenciosa, tem os interiores decorados em estilo art deco pelo decorador Marcello Pozzi, de Beverly Hills. Seus 122 quartos espalhados pelos 20 andares remetem a Roma dos anos 1940. As suítes em andares mais altos desfrutam de vistas incríveis para o rio. Importante dizer que o hotel conta com não só um, mas dois, rooftop bars: Bar Hugo e Azul – ambos com vistas de tirar o fôlego. 

Traçamos quase que uma reta em direção ao lado leste de Manhattan e chegamos no Lower East Side- em menos de 20 minutos a pé. Conhecido pelas escadarias neon, o Hotel Public é o lugar perfeito para quem quer ver e ser visto. A proposta desse hotel-boutique é bem diferente. O conceito tem a ver com a geração millennial, onde tudo é feito através de um app, começando pelo check in! Os quartos são pequenos mas contam com enormes janelas com vista da cidade. O must é o restaurante, do chefe estrelado Jean-Georges Vongerichten. Chamado Public Kitchen, é um misto de bar, restaurante e boate. 

Nossa terceira e última parada do dia fica apenas 13 minutos de distância em direção sul. É assim, bem rapidinho, que chegamos no primeiro hotel boutique de Chinatown. O prédio high-rise, imponente, homenageia o bairro onde é situado incluindo na decoração objetos com curadoria do Museum of Chinese in America. Os quartos, grandes e confortáveis, não deixam a desejar em nada em relação aos da região do Central Park. Um dos destaques da sua estadia no hotel certamente será o restaurante Rice & Gold, que é todo decorado com street art do maior bom gosto. O chef filipino, Dale Talde, preparou um cardápio cheio de gostosuras asiáticas com influências da China, Índia e Malásia. E o rooftop bar, The Crown, oferece uma vista única de Downtown Manhattan. 

Por hoje é só, mas semana que tem mais, com hotéis na região mais in do momento: NoMad.