JR no RJ

A cena cultural carioca está com tudo. Basta dizer que a primeira individual no Brasil do francês JR inaugura hoje no Rio de Janeiro. E em Ipanema, na galeria de arte paulista Nara Roesler. Os trabalhos do fotógrafo, artista urbano e ativista concorridíssimo que estarão expostos tratam da questão dos fluxos migratórios atuais ao redor do mundo. A prática de JR não separa atores de espectadores e promove o encontro entre o sujeito/protagonista e o transeunte/intérprete, levantando questões, criando vínculos sociais, reunindo comunidades, conscientizando pessoas, sem deixar de lado o humor. 

JR: artista urbano, fotógrafo e ativista

Na ocasião, JR comemora também os dez anos da Casa Amarela, espaço cultural situado no Morro da Providência, idealizado e inaugurado por ele em 2009. 

JR no Morro da Providência, no Rio

Conhecido principalmente por seus projetos de arte urbana de grande escala, JR já espalhou sua arte em edifícios do subúrbio francês, em muros do Oriente Médio, em pontes e trens na África e em favelas do Brasil. Sua produção cria conexões e aproxima pessoas em locais de conflito ou vulnerabilidade social, onde atores e espectadores da cena artística se confundem. 

“Patamar” refere-se, nas palavras do artista, “ao momento em que as coisas estão mudando e as pessoas estão a caminho de dar um próximo passo”. O conceito presente no título da exposição e que remete à ideia de entrada, de limiar, perpassa todos os trabalhos que compõem a mostra, como pode ser observado tanto nas obras inéditas e criadas especialmente para o espaço da galeria, como nos desdobramentos das ações da série “GIANTS” [Gigantes], realizadas por JR no Rio de Janeiro em 2016, durante as Olimpíadas. 

GIANTS na Barra da Tijuca / foto: Cleuson Lima do Rosário 

GIANTS em Botafogo / foto : Periault 

GIANTS no Flamengo / foto: Mohammed Younes Idriss 

“Patamar” inaugura hoje na Galeria Nara Roesler, que fica na R. Redentor 241 – Ipanema, e fica em cartaz até 01 de fevereiro de 2020.