Arte e Água

“O que emana da água” é a nova exposição da Galeria Carbono, em São Paulo, que inaugura no próximo sábado. Com curadoria da historiadora carioca Vanda Klabin, quinze artistas – brasileiros e internacionais – foram escolhidos para apresentar edições inéditas. São eles: Alan Fontes, Berndnaut Smilde, Clara Veiga, Claudia Melli, Daniel Senise, Deborah Engel, Nuno Ramos, Gustavo Prado, Julio Le Parc, Lais Myrrha, Iran do Espírito Santo, Vanderlei Lopes, Waltercio Caldas, Laura Vinci e Maritza Caneca. 

Sobre a exposição, Vanda Klabin contempla: 

A exposição trata da produção da imagem do elemento aquático e sua qualidade problemática de ancoragem em diversas estratégias de representação, em conformação com uma poética e em diferentes suportes. A água e sua aparência ambígua e transitória, articula uma ampla gama de conteúdos. Essa mistura de estatutos e a imersão em diferentes fluxos, nos impele a buscar um olhar bastante plural e outras camadas de significação, sinalizar uma expansão de seus fluxos. 

As traduções visuais solidificam o que a água evoca como matéria poética, seja através de jogos mentais, suportes fotográficos, objetos ou esculturas, ambientes hídricos, vídeos ou outros procedimentos. Um diálogo de várias vozes e de múltiplas significações que fundam formas artísticas na sua imersão para simular a sua inquieta presença no mundo. Ali cintila uma linguagem fluida. 

“O que emana da água”, com curadoria de Vanda Klabin, inaugura sábado, 19 de outubro, na Galeria Carbono – Rua Joaquim Antunes, 59, São Paulo.