Uma noite no JFK

O aeroporto John F. Kennedy (JFK) de Nova York é um dos grandes hubs aéreos do mundo. Acredite se quiser, mas a partir dessa semana ele passará a ser ainda mais visitado. Isso porque será inaugurado o TWA Hotel, dentro de um terminal do aeroporto que foi fechado em 2001 e desde então estava desativado.

 

 

TWA é a sigla da Trans World Airlines, uma importante companhia aérea americana que operou de 1930 a 2001, quando faliu por não ser mais capaz de suportar o tamanho das aeronaves da época. O terminal TWA Flight Center, projetado pelo arquiteto finlandês Eero Saarinen em 1962, agora ganhou nova roupagem com projeto das firmas nova iorquinas Lubrano Ciavarra Architects e Beyer Blinder Bell. Os interiores do hotel são da INC Architecture & Design, que também projetou os espaços para eventos, enquanto Stonehill Taylor desenhou todos os quartos do hotel.

Os 512 quartos do hotel estão alojados em dois novos edifícios localizados atrás da estrutura de Saarinen. Estes têm uma das mais espessas construções de parede do mundo, com sete painéis para bloquear o ruído da pista, um alívio para os hóspedes. Os quartos foram projetados para evocar a história do terminal original, com elementos que remontam ao design dos anos 60. Paredes brancas, pisos de madeira escura, detalhes em painéis de nogueira e toques de bronze caracterizam os quartos, enquanto a luz natural das janelas iluminam do chão ao teto.

Quem fica hospedado nas modernas instalações do TWA Hotel, terá acesso a luxos como:  seis restaurantes, oito bares, lanchonete, salão de festas, fitness center (que está sendo considerado o maior de todos os hotéis do mundo), lojas e outlets, piscina no rooftop, deck de observação e um museu que exibe uniformes vintage das elegantes aeromoças da TWA.

E quando falamos em restaurantes- vale mencionar que um deles será operado pelo franco-americano Jean-Georges Vongerichten, que tem estrelas Michelin. Ele comandará o Paris Café no terminal original de 1962.

Destaque também para o lounge de coquetéis na pista, que ocupa um retrofitado avião Lockheed Constellation L-1649A Starliner de 1956.

Um dos pontos-altos é a piscina com a sua plataforma de observação com vista para a Jamaica Bay. E mais: no inverno, a piscina tem possibilidade de se tornar uma “pool-cuzzi” com temperaturas bem quentes.

 

 

Se você está curioso para conhecer o novíssimo TWA Hotel  mas não está afim de pagar a diária de 249 dólares por noite, fica a dica: é possível pagar day use para aproveitar a piscina e o bar!

Fotos: Max Touhey