Mais Brilho na Cidade Luz

Paris, conhecida como Cidade Luz, acaba de ficar ainda mais cheia de brilho. Isso porque em uma colaboração especial, os designers franceses Ronan e Erwan Bouroullec projetaram seis fontes de bronze adornadas com mais de 3 mil cristais Swarovski na Avenida de Champs-Elysées. E isso é algo inédito: é a primeira vez que os cristais da marca de luxo são usados ​​em uma instalação externa, permanente, em um espaço público.

As fontes de cristal são o primeiro projeto da fundação Fonds pour Paris, um fundo de doações privadas de Paris, que visa reviver a herança parisiense, aprimorando os espaços públicos da cidade através da arte contemporânea. As fontes estão fora de serviço desde que foram danificadas durante as comemorações da vitória da França na Copa do Mundo de 1998. Depois de mais de 20 anos de abandono, a restauração das seis bacias levou um total de três anos.

Posicionado em uma piscina de água, cada fonte é composta por um mastro de bronze central que suporta três postes em ângulo suspensos a partir do topo da estrutura. As três possuem 258 elementos de cristal Swarovski feitos sob medida, organizados como punhos circulares em torno de cada polo e iluminados por LEDs. Cada estrutura gira lentamente à medida que a água sobe pelos mastros e desce em cascata através dos tubos cobertos de cristais para a piscina abaixo, fazendo-os brilhar “como um candelabro em movimento com diferentes estados de luz de dia e de noite”.

Durante o dia, a luz do sol brinca com a água corrente e cristais para criar efeitos brilhantes e em constante mudança, enquanto à noite os LEDs iluminam suavemente os braços das estruturas.

Segundo os irmãos, era importante conseguir um equilíbrio entre a grandeza das estruturas de 13 metros de altura e a delicadeza de sua composição e materiais, a fim de respeitar o cenário histórico.

O grupo de fontes se alinha com a altura das árvores ao redor para se misturar com o ambiente, enquanto cada um dos componentes de cristal foram conectados juntos sem nenhum componente visível, para alcançar a ilusão de que eles estão “flutuando”.

Esta não é a primeira vez que os irmãos Bouroullec colaboram com a Swarovski. A dupla trabalhou anteriormente com a marca para instalar um candelabro na entrada do Château de Versailles, na França, composto de cordões de cristal iluminado.

No ano passado, os irmãos também aumentaram seu repertório de instalações públicas com uma bancada de mármore e água circular instalada na sede da Vitra em Weil-am-Rhein, no sul da Alemanha.