Arte no Deserto

Em 2017, o Vale de Coachella no sul da Califórnia hospedou a edição inaugural do Desert X – uma exposição a céu aberto de arte contemporânea. Artistas do mundo todo foram convidados a criar trabalhos site-specific em resposta às condições singulares do vale. Agora, o evento retornou para sua segunda edição, com uma nova série de instalações em pleno deserto. São onze obras de arte públicas espalhadas pelo deserto.

A curadoria da exposição de 2019 tem como foco “abraçar uma série de questões ecológicas, ambientais e sociais que têm impulsionado conversas sobre o nosso papel no antropoceno”, segundo o organizador Neville Wakefield e os curadores Amanda Hunt e Matthew Schum.Para facilitar esse diálogo, eles planejaram um simpósio intitulado “Deserto, Por quê?” no Museu de Arte de Palm Springs (PSAM). O evento acontece entre os dias 1 e 3 de março e é anunciado como uma “celebração da arte e do meio ambiente”.

O catálogo de 2019 inclui artistas como o venezuelano Iván Argote, a mexicana Pia Camil, o irlandês John Gerrard, a fotógrafa americana Cara Romero, a americana Jenny Holzer, a egípcia Iman Issa e o coletivo de arte dinamarquês Superflex, entre outros. Além de destacar trabalhos evocativos de instalações baseadas em paisagem e escultura, os organizadores expandiram o escopo da exposição para incluir projetos baseados em filmes e performance.

Abaixo um preview do que pode ser encontrado na edição de 2019 da Desert X:

“Jackrabbit”, por Cara Romero

 

“Western Flag”, por John Gerrard

“Going Nowhere Pavillion #01”, por Julian Hoeber

“Specter”, por Sterling Ruby


Desert X  fica em cartaz até 21 de abril. Dica: para encontrar os melhores caminhos e roteiros pela exposição, a melhor maneira é utilizando o aplicativo Desert X
.