A CASACOR em 2019

O ano ainda não terminou, mas a CASACOR já está a todo vapor fazendo planos e desenvolvendo projetos para as mostras de 2019 em todo o Brasil. Afinal, já é reconhecida como a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, percorrendo 15 cidades brasileiras, 4 países da América do Sul e um da América do Norte. Com o tema escolhido e novidades anunciadas, o A Cor da Casa compartilha hoje essas novidades quentes que acabam de chegar por aqui.

 

E o tema escolhido para unificar a linha de pensamento de todos os ambientes em 2019 é: “Planeta Casa”. O tema foi baseado na tendência de cada casa se tornar o universo particular do indivíduo. É na nossa casa que podemos expressar, de forma natural e genuína, nossa afetividade e nossa conexão com o outro. E, a partir dela, demonstrar atitudes afetivas para com a comunidade que nos rodeia. “É pensar de dentro para fora, começando pela nossa individualidade e nosso propósito como ser humano. Somente assim será possível enxergar o outro, como um elo no cuidado com o mundo”, explica Lívia Pedreira, superintendente da CASACOR.

 

 

Repensar a casa não mais como um espaço físico, mas como um estado de espírito, norteia as novas formas de morar. A geração millennial (nascidos entre 1980 e 1995) já manifesta essa filosofia quase nômade, de se sentir em casa em qualquer lugar do mundo. Atrelada a essa necessidade de constante movimento, a tecnologia evoluiu para ferramentas mais amigáveis e que facilitam esse processo, tornando o cotidiano mais prático e interativo. “Assim, deixar a casa mais inteligente e organicamente integrada às inovações tecnológicas é uma das principais tendências encontradas nas últimas feiras como a Semana de Design de Milão e a Maison et Object”, explica Pedro Ariel, diretor de conteúdo e relacionamento da CASACOR. “Quando se fala de tecnologia, não estamos nos referindo apenas ao high-tech propriamente dito, mas sim encontrar em elementos simples e até primitivos as ferramentas tecnológicas. Temos visto diversos designers e profissionais do segmento trabalhando com materiais inusitados para alcançar efeitos tecnológicos”, complementa Cristina Bava, redatora-chefe da CASACOR.

 

Aliada à necessidade de se beneficiar da tecnologia, vem a preocupação com valores como ética, transparência, diversidade e consciência. As pessoas procuram cada vez mais saber a procedência e o propósito do produto a ser consumido. Esse comportamento é reflexo da preocupação do indivíduo com a sua postura em relação ao mundo. “É olhar, de certa forma, com afeto para o mundo e para o futuro”, comenta Lívia.

 

Nessa tessitura da afetividade, estão igualmente entrelaçadas a tecnologia e a sustentabilidade, um dos pilares da CASACOR. Uma das conquistas da edição paulista da mostra este ano foi no quesito sustentabilidade: 99,3% dos resíduos gerados na mostra, entre montagem, evento e desmontagem foram desviados de aterros sanitários. A emissão de carbono foi reduzida em 54%, o que superou a meta estabelecida de 40%. Esses números confirmam a preocupação da marca em olhar, com empatia e responsabilidade, o impacto de grandes eventos no meio ambiente.

 

 

Além de apresentar o conceito que norteará os profissionais do próximo ano, a CASACOR sinalizou algumas ações que acontecerão em 2019. Entre elas, a Arena do Conhecimento, eventos e workshops com transmissão online ao vivo e em parceria com institutos internacionais; a 3ª edição do Prêmio Casa, em parceria com o jornal O Estado de S.Paulo; e mais eventos em prol da comunidade e de organizações beneficentes, como o que já ocorre com a AACD.