Co-living na CASACOR Rio

A onda de dividir espaços de trabalho – os chamados co-workings – não é mais nenhuma novidade. Eles chegaram para ficar e já redefiniram para muita gente o que era considerado como o “normal”. O que é novidade agora é o conceito de co-living, que é a economia compartilhada batendo na porta de casa. Jovens ligados e antenados em novidades e oportunidades de negócios que moram na mesma casa apesar de terem quartos individuais. Essa é a tendência de mercado que nasceu lá fora e já está chegando aqui, em breve, na CASACOR Rio de Janeiro 2018.

Nesta edição da CASACOR, um andar inteiro de cerca de 180m2 do prédio que pertence à casa na Glória que abrigará o evento será dedicado a um espaço de co-living, uma grande tendência de mercado. “Compartilhar ambientes de moradia e trabalho é tendência nos grandes centros urbanos, forma de facilitar a vida, economizar e aproximar as pessoas, que compartilham alguns ambientes mas ainda mantém a privacidade em outros,” conta Patricia Mayer, uma das sócias da 3Plus, por trás da CASACOR Rio.

Em todos os centros urbanos, onde muitos jovens millennials precisam morar fora de casa e sozinhos, o co-living é uma bela solução. Enquanto eles têm seus quartos individuais, os espaços coletivos servem para aproximar, desenvolver amizades e praticar atividades em grupo. Como por exemplo as cozinhas comunais, as enormes salas de lavanderia, academias de ginástica, piscinas quentes e frias, salão de jogos, salão de festas, e em alguns, até mesmo salas de cinema. E para completar, um calendário de atividades sociais como happy hours, shows de comédia e aulões de spinning e yoga.

E hoje são diversas empresas que oferecem esses coletivos. As mais conhecidas lá fora, principalmente em Nova York e Londres, são: WeLive (da gigante WeWork), The Collective, Common, Ollie, OpenDoor e Hubhaus. Por enquanto esses não estão no Brasil, mas sem dúvida chegarão em breve.

É um estilo de vida ideal, por exemplo, para quem está se mudando para um grande centro sem conhecer ninguém, ou para quem já mora sozinho há muitos anos e sente falta da interação que um co-living proporciona. Seja por curto ou longo prazo, existem várias opções de moradia compartilhada. “Num mundo digital que incentiva o isolamento e a solidão, o co-living, para todas as idades, torna-se uma alternativa atraente de moradia,” adiciona Patricia Mayer.

A CASACOR Rio acontece de 18 de setembro a 4 de novembro, na Ladeira de Nossa Senhora nº 163 – Glória. Em breve mais detalhes aqui no A Cor da Casa.