Corrêa do Lago @ Morgan Library

Cartas de Lucrezia Borgia, Vincent van Gogh, Emily Dickinson e Freud que geralmente são muito bem guardadas e preservadas no Brasil estão passando uma temporada em Nova York. É porque parte da incrível coleção do escritor e autor Pedro Corrêa do Lago está em exposição na Morgan Library. São 140 cartas, documentos e manuscritos raríssimos que o colecionador agregou desde seus 11 anos. E os temas são variados: arte, história, literatura, ciência, música e entretenimento dos últimos 900 anos. Sim, 900 anos!

Pedro Corrêa do Lago: autor, editor e colecionador

Essa é a primeira exposição da coleção nos Estados Unidos, e sediá-la na Morgan Library é algo de especial para Corrêa do Lago, que se inspirou na coleção permanente da biblioteca  -criada em 1906 para abrigar a coleção do financista Pierpont Morgan – para começar sua própria coleção. E esses 140 documentos estarão em exibição até 16 de setembro no moderno anexo projetado em 2006 pelo arquiteto italiano Renzo Piano. A expografia é assinada por Daniela Thomas e Felipe Tassara.

Além das cartas já mencionadas, a mostra contém rascunhos de Michelangelo, Jean Cocteau e Charlie Chaplin. E também manuscritos de Giacomo Puccini, Jorge Luis Borges e Marcel Proust. Sem contar com um documento de 1153 assinado por quatro papas medievais. O tema em comum? Todos escritos a mão, algo que para o momento presente nos parece raro e distante. Por isso o título da exposição é “A Magia da Caligrafia”.

Em entrevista para o New York Times, Pedro Corrêa do Lago definiu bem o que o motiva para continuar colecionando: “Meu trabalho é sobre memória: os traços do dia a dia da vida das pessoas que nos permite recordar delas.”

“The Magic of Handwriting: The Pedro Corrêa do Lago Collection,” fica em cartaz na Morgan Library (225 Madison Avenue) até 16 de setembro.