Serpentine na China

Há 18 anos o Serpentine Pavilion movimenta o Kensington Gardens, de Londres, durante os meses do verão. Um escritório de arquitetura é selecionado a dedo para fazer a instalação site specific do pavilhão, com curadoria da inglesa Serpentine Galleries. Mas este ano, não é só o Kensington Garden que terá essa honra. Beijing, a capital chinesa, é a primeira cidade fora de Londres a receber o pavilhão. Essa novidade inaugura a expansão internacional da galeria, e nenhum lugar melhor que a China – o atual centro do mundo- para acolher a iniciativa, que foi inaugurada na semana passada.

O escritório de arquitetura escolhido para projetar o pavilhão foi o Jiakun Architects, de Beijing. E o local escolhido para sediar o Serpentine Pavilion foi o jardim do lado de fora do WF Central, um bonito complexo de hotel e shopping center no coração do distrito Dongcheng.

 Liu Jiakun e a equipe do escritório de arquitetura Jiakun Architects

Os arquitetos, liderados por Liu Jiakun, fizeram uma estrutura que nos lembra de um arco, fazendo referência aos ensinamentos de Confúcio, o filósofo chinês que rejeitava qualquer tipo de arte marcial a não ser a artilharia. Com uma série de longos e esguios arcos de metal, o pavilhão muda de formato de acordo com a posição do visitante, criando um efeito arquitetônico genial.

E segundo o curador do pavilhão, apesar de ser feito com metal, um elemento teoricamente pesado e bruto, a estrutura tem uma leveza ímpar que lembra os ensinamentos do Tai Chi: conquistar com leveza.

Essa é a segunda vez que a Serpentine Galleries envolve os chineses na criação de um pavilhão. A primeira foi em 2012, quando o artista plástico Ai Weiwei colaborou com o escritório de arquitetura Herzog & de Meuron na criação do projeto. Porém, na época, Ai Weiwei – conhecido também pelo ativismo político – foi impedido de viajar para Londres e ver de perto a criação.

O pavilhão ficará aberto para visitação até 31 de outubro, e como nas edição londrina, uma série de programações públicas culturais e atividades serão realizadas no espaço durante a exposição. Inclusive aulas de dança para crianças, exibições de cinema ao ar livre e workshops de bem estar.