Agenda Expos 2018

O A Cor da Casa da boas vindas ao ano novo! E para comemorar a chegada de 2018, preparamos uma lista esperta para quem quer ficar por dentro das exposições que vão acontecer ao redor do mundo neste ano. Rodamos do Rio de Janeiro até Tóquio, com dicas quentes das exposições que prometem gerar muita fila e burburinho. Confira abaixo e fique esperto, porque 2018 chegou chegando…

Rio de Janeiro

A retrospectiva do americano Jean-Michel Basquiat (1960-1988), a maior que já passou pela América Latina, vai demorar dez meses para chegar no Rio de Janeiro, mas como o tempo voa, fiquem espertos, porque já já ela está por aqui. O objetivo é servir como um panorama da trajetória de Basquiat, nova-iorquino de origem caribenha que morreu aos 27 anos, vítima de overdose, consagrado como rei da arte urbana. Antes do CCBB Rio, a exposição passa pelo CCBB de São Paulo, de Brasília e de Belo Horizonte.

“Jean-Michel Basquiat – Obras da Coleção Mugrabi” fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (Rua Primeiro de Março, 66 – Centro) de 12 de outubro de 2018 até 08 de janeiro de 2019.

 

São Paulo

Esse ano a sintonia entre São Paulo e Paris será grande! O Instituto Tomie Ohtake fará uma exposição a partir de obras que receberá emprestadas do Centre Pompidou de Paris. Trabalhos importantes de 10 artistas como Kandinsky, Picasso, Dalí e Matisse conduzirão a visita desta exposição que explica o que foi a arte moderna. Ao lado dela, 10 trabalhos de artistas brasileiros contarão a nossa versão deste momento da história da arte. O título e a data da exposição serão confirmada em breve.

 

Londres

O Victoria & Albert Museum sediará a partir de junho a primeira exposição da moda de Frida Kahlo a ser exibida fora do México. A exposição contará a história da vida de Frida através de suas posses mais íntimas: seu guarda-roupa. São roupas, jóias e acessórios pessoais da artista plástica mexicana que ficaram fechadas durante cinquenta anos após sua morte. Ela, que está entre as artistas plásticas mais influentes do século XX, é também considerada um ícone da moda graças a seu gosto eclético, sua paixão por cores e também por estampas ousadas.

“Frida Kahlo: Making Her Sef Up” inaugura no dia 16 de junho no Victoria & Albert Museum (Cromwell Road, London, SW7 2RL), em Londres.

 

Paris

O Rei do Pop vai invadir o Grand Palais em 2018. É isso mesmo: uma grande exposição homenageando Michael Jackson está prevista para o segundo semestre no Grand Palais de Paris. A influência do cantor americano nas artes plásticas é o foco dessa exposição que vai misturar música, moda, dança e vídeo, abordando um lado não tão falado do legado do grande Michael Jackson. Obras de artistas plásticos como David LaChapelle, Andy Warhol e Rashid Johnson estarão expostas ao lado de outros 30 nomes que também foram fortemente influenciados por ele. Tudo isso no ano que ele completaria 60 anos.

“Michael Jackson, icône de l’art” entra em cartaz dia 23 de novembro de 2018 e fica até 17 de fevereiro de 2019 no Grand Palais, Galeries Nationales – 3 avenue du Général Eisenhower, 75008.

 

Nova York

São poucos os artistas plásticos americanos que são tão presentes e reconhecidos como Andy Warhol. O Whitney Museum of American Art faz em 2018 uma grande retrospectiva da vida e obra de Warhol unindo não só todas as fases de sua carreira como todas as mídias. De seu início como ilustrador comercial nos anos 50 até suas obras primas dos anos 80, a exposição é a primeira retrospectiva dedicada a ele em uma instituição americana desde 1989. E é sem dúvidas a maior exposição individual a acontecer até hoje no novo Whitney.

“Andy Warhol” inaugura em novembro de 2018 no Whitney Museum of American Art (99 Gansevoort Street), em Nova York.

 

Tóquio

Nossa dica em Tóquio não é uma exposição em específico, e sim um museu todo. O recém-inaugurado Yayoi Kusama Museum é a meca das bolinhas, onde várias obras antigas e recentes da artista plástica japonesa são encontradas. Localizado no bairro Shinjuku-ku na capital japonesa, o museu fica bem perto do atelier da artista, que hoje tem 88 anos, e também do hospital psiquiátrico onde ela vive desde que se internou voluntariamente em 1977. Além de quadros, instalações com experiências visuais (chamados “salões infinitos”) também fazem parte do acervo do museu.

 

O Yayoi Kusama Museum  fica na 107 Bentencho Shinjuku-ku, em Tóquio.