Art Rio 2017

Chegando a sua 7ª edição, a feira apresenta novo formato para visitação das galerias, com seus principais programas PANORAMA e VISTA em um mesmo espaço. O evento também terá programas especiais com curadoria, como o SOLO, MIRA e PALAVRA. Serão mais de 70 galerias brasileiras e internacionais.

O programa SOLO terá a curadoria da norte-americana Kelly Taxter, curadora assistente do Jewish Museum de Nova York. O programa terá cerca de 20 obras e trará o questionamento sobre a liberdade da cultura pop na arte contemporânea frente a diversidade das expressões culturais no mundo globalizado. Kelly foi indicada pela publicação ArtNet como uma das 25 mulheres atuando em curadoria que mais se destacam no mercado global.

A ArtRio terá este ano um projeto totalmente dedicado a vídeo arte. Será a primeira edição do MIRA, realizado em parceria com a Fundação Iberê Camargo. Também estreando na ArtRio está o programa PALAVRA, com curadoria da poetisa e artista plástica Claudia Sehbe. A ideia é mostrar como a palavra – escrita e falada – é importante nos diferentes processos de criação da arte. A programação vai unir poetas e artistas que usam a palavra como peça em seu processo criativo. A agenda do PALAVRA vai acontecer em um palco no estilo teatro de arena, projetado exclusivamente por Zanini de Zanine para a ArtRio, que será instalado nos jardins da Marina da Glória e que vai possibilitar a aproximação do público com os artistas.

Uma importante ação é a realização do Prêmio FOCO Bradesco ArtRio, que tem sua 5ª edição em 2017. Focado em artistas brasileiros jovens, o Prêmio estimula o desenvolvimento artístico de seus vencedores, premiando com residências em importante espaços brasileiros e internacionais, além de possibilitar a participação na feira.

E agora, um preview do que poderá ser visto pelos stands da ArtRio de 13 – 17 de setembro, na Marina da Glória, que fica na Av. Infante Dom Henrique, S/N – Glória:

Galeria Silvia Cintra + Box 4

Laercio Redondo Bandeiras para territórios precários – “Os Revolucionários, os Trans e a Juventude” (2017)

 

Nelson Leirner – “Mona” (2017)

 

Daniel Senise – “Biógrafo XXVIII” (2017)  

Galeria Nara Roesler

 

Alexandre Arrechea –  “Sisifo”  (2016)

Berna Reale – “Vã” (2017)

 

Julio Le Parc – “Alchimie 346” (2016)

Galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea

Luiz d’Orey- “Untitled 57” (2017)

 

Antonio Bokel- “Ar plano” (2017)

Duda Moraes- “Sem título” (2017)