Viva Santos Dumont

Uma das atrações especiais desta edição da Art Basel, uma importante feira de arte contemporânea na Suíça, é uma instalação que homenageia ninguém menos que o nosso Santos Dumont. “Ode to Santos Dumont”, criada pelo artista plástico americano Chris Burden, é uma obra que se inspira nas inovações na área da aviação desvendadas pelo grande brasileiro. Quem trouxe a obra para Basel foi a galeria americana Gagosian, conhecida mundialmente, no pavilhão Unlimited, onde obras de proporções maiores podem ser visitadas.

Como Santos Dumont, Chris Burden foi um artista determinado a sempre ir além das fronteiras e testar os limites do conhecimento. A obra foi criada como uma nave funcional, com apoio de engenheiros, durante uma década. O motor que a faz voar permite pequenos passeios circulares, de não mais que 18 metros, e como uma curta duração de 15 minutos. O tempo de espera entre voos é de duas horas, para não forçar demais a engenhoca.

A instalação impressiona não apenas pela sua história, inspiração e tecnologia. Sua estrutura leve, translúcida e geométrica trasmite uma sensação calma porém firme aos expectadores.

Criada em 2015, “Ode to Santos Dumont” foi a última obra criada por Burden em vida. Poucos dias antes de apresentá-la ao público numa exposição no Los Angeles County Museum of Art (LCMA), Burden faleceu de câncer. A escolha da Gagosian Gallery de trazer à feira essa instalação é uma dupla homenagem: ao artista americano e ao pai da aviação brasileiro. Como é de se imaginar, a instalação vem atraindo um enorme número de visitantes.

Assista aqui o vídeo da bela e leve nave de Chris Burden circulando no ar.

Ode to Santos Dumont” fica na seção Unlimited da Art Basel, na Gagosian Gallery, até 18 de junho em Basel, na Suíça.