All that Jazz

Pela primeira vez um grande museu americano resolve dedicar uma exposição inteira para o boom criativo dos anos 1920. “The Jazz Age: American Style in the 1920s” é uma experiência multimídia, no museu Cooper Hewitt de Nova York, com mais de 400 exemplos de decoração de interiores, design industrial, arte decorativa, moda, arquitetura, música e filme da década dourada nos Estados Unidos. Com todo o dinamismo e diversidade daquela época, a exposição define bem o espírito e o sabor do período.

jazz-foto-1

jazz-foto-2

O jazz, um estilo musical e expressão artística nascido e criado nos Estados Unidos, rapidamente ganhou audiência na Europa e aos poucos foi se espalhando para outras partes do mundo. O jazz capturou o ritmo e pulsação de um período de experimentação e urbanização no país. Afinal, é um som que alegremente une ritmos e culturas, e que se tornou sinônimo da expressão cultural contemporânea.

jazz-foto-3

jazz-foto-4

A exposição é organizada por temas: a persistência do tradicional “bom gosto, um novo olhar sob formas familiares, quebrando as regras, um mundo menor, abstração e reinvenção e ruma à era da máquina. Dividida entre dois andares, “The Jazz Age” destaca as dinâmicas mudanças pelas quais os EUA passou no período em relação a estilo de vida que impactaram diretamente a produção de design. O resultado foi uma vibrante nova era cheia de caráter, estilo e personalidade.

jazz-foto-5

jazz-foto-6

The Jazz Age: American Style in the 1920s”  é organizada pelo Cooper Hewitt, o Smithsonian Design Museum e o Cleveland Museum of Art. A exposição está em cartaz até 20 de agosto no 2 East 91st Street, Manhattan, NYC. A compra dos ingressos para exposição antecipada é recomendada pela alta procura de visitantes.