Em foco: David Adjaye

A revista americana Time divulgou na semana passada a lista anual com as 100 pessoas mais influentes de 2017. Apenas um arquiteto aparece na lista: o britânico de origem tasmaniana David Adjaye.

david-foto-1

o arquiteto David Adjaye entrou na lista da Revista 100 das pessoas mais influentes de 2017

O imenso prestígio chega num ano importante para David, que é o fundador do escritório londrino Adjaye Associates, e que acaba de completar 50 anos.

Entre os recentes marcos profissionais está o Museu Nacional de História e Cultura Afro-americana (Smithsonian), em Washington, que é considerado pelo próprio arquiteto como o trabalho mais importante de sua vida. Críticos também definem o projeto como revolucionário.

david-foto-2

david-foto-3

Museu Nacional de História e Cultura Afro-americana (Smithsonian), em Washington

Thelma Goldren, diretora e curadora-chefe do Studio Museum, no Harlem, que foi projetado por Adjaye, descreve o trabalho dele como “um dos grandes e visionários arquitetos de nosso tempo”.

O arquiteto fez nome no mercado com projetos em Londres como a Dirty House e o Stephen Lawrance Center, e também com obras na América do Norte e Europa Continental.

david-foto-4

Dirty House, Londres

david-foto-5

Stephen Lawrance Center, Londres

Entre projetos que estão em andamento, destaque para o centro de tratamento de câncer em Ruanda e um grande museu de arte contemporânea na Letônia.

david-foto-6

Projeto de David Adjaye em Ruanda

david-foto-7

Projeto de David Adjaye na Letônia

David também ganhou recentemente a London Design Medal e foi concedido com um título honorário de Cavalheiro, honraria para poucos.

Outros integrantes da grande lista da Time inclui o estilista Raf Simons, a cineasta Cindy Sherman e a escritora Margaret Atwood.