Ode a Shchukin

Devido ao enorme sucesso, a Foundation Louis Vuitton prorrogou a exposição “Icons of Modern Art: The Shchukin Collection”, que agora fica em cartaz em Paris até 05 de março. A exposição homenageia um dos mais importantes mecenas das artes, Sergei Shchukin, um visionário colecionador russo de arte moderna francesa. As 130 obras provenientes do Museu Pushkin, em Moscou, e do Museu Hermitage, em São Petersburgo, demonstram a ousadia das escolhas feitas pelo colecionador e a agilidade com que ele reuniu uma das mais reconhecidas coleções de arte moderna do século XX. Obras de grandes mestres franceses como Monet, Matisse, Picasso, Gauguin, Cézanne e Rousseau, visitam Paris pela primeira vez através dessa exposição.

shchukin-foto-1

shchukin-foto-2

A exposição em Paris é uma oportunidade rara para ver na Europa esses tesouros nacionais que até então só tinham sido apreciados por quem já esteve na Rússia. Quando Lenin nacionalizou a coleção de Shchukin em 1918, as obras permaneceram no State Museum of Modern Western Art. Até que mais tarde, Stalin as baniu por serem consideradas “arte burguesa”. Em 1948, a coleção foi dividida entre o Museu Pushkin e o Hermitage.

Uma visita à exposição é uma verdadeira viagem pela história da arte do século XX, organizada pelo bom gosto e talento da famosa curadora Anne Baldassari.

shchukin-foto-3

 by Gauguin

shchukin-foto-4

by Monet

shchukin-foto-5

by Cézanne

As últimas salas da exposição exploram o impacto que as obras da coleção tiveram em jovens artistas de Moscou que as viram pela primeira vez em 1908, quando Shchukin decidiu abrir o Palácio Troubetzkoy ao público. Um dos destaques da exposição é a justaposição de obras de artistas russos avant-guarde como Malévitch, Rodtchenko, Gontcharova, Tatline e Kioune, com os pintores da coleção Shchukin.

O museu Foundation Louis Vuitton fica na 08, Avenue du Mahatma Gandhi, no Bois de Boulougne, em Paris. Para comprar ingressos da exposição, acesse o site do museu.