Criatividade Colaborativa

A jovem curadora Gabriela Davies já pode se considerar uma crowdfunder experiente – e de sucesso. Essa é a segunda campanha que a carioca, radicada em Londres, faz para angariar fundos via internet para suas exposições. Formada em Curadoria e Comunicação pela Central Saint Martins – que está entre as universidades de design de mais prestigio no mundo – Gabriela acaba de arrecadar cerca de 10 mil libras (ou 44 mil reais) para sua mais nova exposição: (dis)placement.

displacement-foto-1

A jovem curadora brasileira Gabriela Davies

Gabriela conta ao A Cor da Casa que tudo começou quando seu interesse para a arte que se envolve com políticas e teorias psicanalistas/filosóficas foi despertado na universidade. A partir disso, ela começou um estudo em design gráfico sobre como as pessoas tentam apagar memórias atordoantes. Desse estudo nasceu a exposição Identity/Memory, que foi realizada ano passado em Londres Como que memória e identidade se relacionam?

displacement-foto-2

displacement-foto-4

Identity/Memory, a primeira exposição idealizada por Gabriela Davies, em Londres.

Foi a questão colocada nas paredes da exposição. Para Gabriela, um é complementar do outro, de forma que são sempre vinculadas. Segundo ela, a exposição foi uma maneira de tentar abrir sua minha visão para outros artistas poderem explorar o tema de formas diferentes. Foram 27 artistas, de 10 nacionalidades – entre eles, 10 foram brasileiros.

Nesse novo projeto, o tema abordado é bem atual: o deslocamento. Por isso o nome, em inglês, (dis)placement . O tema abrange a ideia de exílio, o encontro com novas culturas, a dificuldade que é de transitar e adaptar a novos ambientes, e ser “estrangeiro”. 

displacement-foto-5

A boa notícia é que a campanha de crowdfunding foi o maior sucesso, então em breve, Gabriela Davies poderá tirar do papel a sua bela ideia.