Quem lembra do projeto premiado do “Bosco Verticale” em Milão, do Studio Boeri, falado aqui no A Cor da Casa em 2014? O “Bosco Verticale” consiste de duas torres, uma de 80 e outra de 112 metros, que abrigam 480 árvores de porte médio e grande e outras 300 de pequeno porte, 11.000 plantas perenes e rasteiras e ainda 5.000 arbustos. O equivalente – sobre uma superfície urbana de 1.500 m² – de 20.000 m² de floresta e vegetação rasteira. É uma verdadeira floresta vertical, algo absolutamente inovador. A novidade, dois anos depois, é que uma das torres ganhou um lindo presente: 27 dos apartamentos estão sendo decorados com móveis da tradicional grife italiana Molteni&C. O 22º andar- o mais exclusivo- ganha projeto do escritório de arquitetura de Matteo Nunziati. Um luxo.

Com enormes janelas, os apartamentos pouco precisam de decoração já que a vista de tirar o fôlego do distrito de Porta Nuova é omnipresente.  A marca moveleira, portanto, optou por uma paleta de tons de madeira, cinza, branco e transparências para o projeto. Bem minimalista para interferir o menos possível com o ambiente.

Entre os móveis de destaque estão as cadeiras “Who” de Rodolfo Dordoni, a biblioteca de Jean Nouvel, armários da Grado, e a cama “Night&Day” da Patricia Urquiola. Já na cozinha, a opção foi pela versão customizada de Dada Tivalì, que permite que a cozinha seja um local de preparo de refeições ultra-gourmet, mesmo que com pouco espaço.

Confira aqui um preview do projeto: