Os 30, em São Paulo

No dia 17 de maio as portas do Jockey Club serão abertas para receber o público na  30a Casa Cor São Paulo- que está pra lá de festiva. Todos os arquitetos, paisagistas e designers convidados para essa edição especial trabalharam no tema da casa como espaço de celebração da vida. Para comemorar os 30 anos, o Comitê Curador reuniu um elenco de profissionais consagrados, como Roberto Migotto, David Bastos, Dado Castello Branco, Guilherme Torres e Pedro Lázaro. O evento marca ainda o retorno de outros dois grandes nomes: João Armentano e Alex Hanazaki, paisagista que será responsável pelo jardim de entrada da Casa.

Liderada por Livia Pedreira, a mostra segue sua premissa de unir profissionais, indústria, lojistas e toda a cadeia envolvida na arte do morar, para impactar e trazer novas informações aos visitantes. Nesta edição, uma grande novidade: a utilização do prédio do Ambulatório do Jockey. Construído no início do século 20 pelo arquiteto francês Henri Paul Pierre Sajous, o prédio será restaurado para uso da CASA COR e, a partir de 2017, será entregue para uso do Jockey Club, reafirmando o compromisso com a valorização do patrimônio histórico – uma das missões da mostra. 

Confira um preview de alguns espaços que poderão ser visitados de 17 de maio – 10 de julho.

Tributo aos 30
 by Roberto Migotto


O living glamouroso e elegante com ares de biblioteca é assinado por Roberto Migotto, que comemora, assim como a CASA COR, 30 anos de carreira. Por isso, o nome do espaço também remete à década de 1930, tempo do designer francês Jean- Michel Frank. Junto do sócio Ricardo Minelli, Migotto desenvolveu um ambiente contemporâneo e relaxante, com a maioria dos móveis sendo composta por peças da sua nova coleção, lançada nesta edição da mostra. 

Loft do Campo
 by Paola Ribeiro


O loft requer um casal com muita intimidade, já que a única divisória do espaço é de vidro espelhado, que esconde o banheiro. A grande bancada de madeira com laca verde começa como apoio de cooktop, depois se torna mesa de jantar até alcançar a outra ponta, destinada ao home office. Embora encontre objetos campestres, o toque contemporâneo está presente em detalhes como uma luminária de estilo industrial, do designer Jader Almeida. 

Praça Eliane
 by Alex Hanazaki


 

Envolvido pelo conceito do brutalismo sincronizado com o tropicalismo brasileiro, o arquiteto paisagista Alex Hanazaki apresenta um conceito paisagístico atemporal na criação da Praça Eliane. No espaço de mais de 450 m2, é possível ver um jardim flutuante composto pelos elementos naturais água e fogo e diversas espécies de plantas, com produtos especialmente criados pelo profissional em parceria com a marca Eliane Revestimentos, como porcelanatos, revestimentos e seixos com aspecto fosco. O projeto equilibra os revestimentos com aspecto fosco e rigor estético leal às pedras naturais em perfeita harmonia com elementos naturais e plantas nativas – como o icônico e característico pau-brasil. 

Espaço Deca
 by Marina Linhares


Dividido em sete ambientes: suíte máster, banho, área de exposição, living, sala de jantar, gourmet e deque, o Espaço Deca conta com uma área de 200 m2 e promete atrair as atenções. Com dois espaços funcionais, a área gourmet e o banho, o projeto destaca as novidades em misturadores Deca, que imprimem uma atmosfera contemporânea, e traz referências históricas da Bauhaus, em que há uma relação íntima com a arquitetura. No projeto de Marina, tais referências podem ser conferidas por meio das linhas retas e pelo uso de grandes vãos, além de obras de arte e da ligação com a marcenaria e itens pré-fabricados. 

Unidade SHOJI 04
 by Yamagata Arquitetura


Enquanto a vida nas megalópoles atravessa tempos coléricos, o trio de profissionais do Yamagata encapsula conceitos como paz, calmaria, design e ergonomia nesse ambiente urbano, atemporal e com forte influência nipônica. A unidade, batizada de Shoji 04, se desenvolve em 84 m2 que remetem aos pequenos e aconchegantes espaços do Japão. Na prática, um grande volume de madeira absorve cozinha, banheiro e quarto, organiza o projeto espacialmente e deixa a luz entrar generosamente, em conexão com os preceitos de sustentabilidade e conexão com a natureza. O mesmo volume parece repousar delicadamente em paralelo a uma grande galeria onde se distribuem as áreas de estar e jantar. Um mix de temperaturas, texturas e percepções: madeira clara, ladrilho hidráulico, mármore e metal. O branco marca presença como cor predominante nas lajes de concreto, elementos industriais e paredes patinadas pela ação do tempo. 

Banheiro Unissex 1
 by Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge


 

Os arquitetos cariocas Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge, à frente da Artis Design +, fazem sua estreia na mostra com o ambiente que ganhou uma apresentação especial nesta edição. O espaço conta com um amplo espelho que reflete o jardim com galhos secos e pedras, aplicado em frente à bancada de mármore, além de contar com cores mais fechadas, como cinza, marrom e preto, e soluções de sustentabilidade nos metais sanitários com duplo fluxo de água, descarga inteligente e sensor de sabonete. O grande detalhe do projeto é a disposição da bancada da pia, que fica solta no espaço. 

A Casa Cor São Paulo inaugura no dia 17 de maio e fica em cartaz até 10 de julho no Jockey Club – Avenida Lineu de Paula Machado, no 775 – Cidade Jardim.