Arte e Sustentabilidade em Cartaz

O engenheiro de Furnas Alexandre Pinhel nunca imaginou levar seu hobby de artista plástico para uma verdadeira sala de exposição. Com grande alegria aceitou o convite do Espaço Cultural Clube Militar para inaugurar sua primeira mostra:  “Estética Intrínseca”. Cerca de 25 obras de Pinhel compostas por materiais descartados estarão em cartaz até este sábado.

 A ideia de recriar e reutilizar sempre foi presente no trabalho do engenheiro-artista. Há vinte anos usa esse conceito para criar arte. São pinturas, objetos e assemblages que contemplam a sustentabilidade. No ano passado, participou de um concurso no Clube Militar e levou quatro prêmios. A partir daí, surgiu a oportunidade de mostrar a um público maior o potencial de seu trabalho.

 “Materiais descartados, sucatas tecnológicas e resíduos da natureza readquirem novas formas que nascem como obra de arte,” conta a museóloga Sueli Almeida sobre a exposição.

 No salão ao lado da exposição, um espaço interativo foi criado para workshops com crianças. Vários alunos de escolas públicas e particulares que visitaram a exposição tiveram a oportunidade de  interagir com materiais descartados e criar suas próprias obras de arte. “É inacreditável como as crianças tem capacidade de criar e transformar!” declara o artista.

“Nas obras de Alexandre Pinhel a organicidade dos elementos da natureza estão sempre presentes, ficando magnetizadas como uma espécie de energia vital,” explica Mazeredo, do Instituto Mazeredo de Arte Nova.

“Estética Intrínseca”, de Alexandre Pinhel, fica em cartaz até sábado. O horário de visitação durante a semana é de 13h às 17h e sábado de 10h às 14h. A exposição está no Espaço Cultural do Clube Militar, no 5º andar  da Sede Central – Av Rio Branco 251, esquina com a Rua Santa Luzia, na estação do metrô Cinelândia.