Um pouquinho do que será a Casa Cor Rio 2015

Faltam só 11 dias! E na Villa Aymoré os trabalhos de montagem da 25ª edição da Casa Cor Rio seguem a todo vapor. Os primeiros resultados já começam a aparecer… paredes ganham as cores definitivas, a marcenaria vai sendo montada, os papéis de paredes instalados. A cada dia, as oito casas geminadas da bela Villa no pé do Outeiro da Glória ganham ainda mais charme em meio ao vai-e-vem de operários, marceneiros, pintores, arquitetos, designers de interiores e paisagistas.

Mas enquanto o dia 1 de setembro não chega, o A Cor da Casa continua antecipando o que a Casa Cor Rio desse ano vai mostrar. Dá só uma olhadinha nas imagens em 3D de alguns espaços que recebemos dos arquitetos.

 

Estúdio dos Colecionadores, de Maurício Nóbrega

 

No espaço de Maurício Nóbrega, o destaque é a arte. Seu Estúdio dos Colecionadores foi pensado para um casal de marchands e reúne obras de arte por todos os lados. Até a escada metálica existente no ambiente foi aproveitada como uma espécie de instalação-estante.

 

Foyer da Villa, de Jimmy Bastian Pinto

O Foyer da Villa, de Jimmy Bastian Pinto, junta passado e presente com um mix de móveis de várias épocas – há desde a liteira que pertenceu a seu bisavô, o Barão das Águas Claras – a peças de Sérgio Rodrigues e Oscar Niemeyer. E, nas paredes, uma viagem no tempo em reproduções da revista Careta, do início do século 20, e fotos de Antonio Guerreiro e Vincent Rosenblat.

 

Sobrado Studio ro+ca, de Carlos Carvalho e Rodrigo Beze

 

Já no Sobrado Studio ro+ca, de Carlos Carvalho e Rodrigo Beze, impera o estilo supercontemporâneo da dupla. O ambiente em estilo industrial foi pensado para um jovem casal bem sucedido que “economiza” nos acabamentos, mas investe nos móveis de design assinado.  

 

Quarto Solar, de Emmilia Cardoso

 

Pensado para uma carioca que mora numa casa preservada, coleciona objetos vintage e cheios de personalidade, o ambiente de Emmilia Cardoso traz uma paleta de cores solar, com pinceladas de amarelo, laranja e rosa e uma base neutra com móveis contemporâneos.

 

Estúdio do Restaurador, de Raphael Costa Bastos

 

O mix entre antigo e moderno, aliás, está presente em boa parte dos ambientes desse ano. Até mesmo no Estúdio do Restaurador. O ambiente criado por Raphael Costa Bastos em homenagem ao antiquário Arnaldo Danemberg reúne mais de 100 peças antigas, mas é pontuado por móveis e objetos contemporâneos como a luminária Dear Ingo, de Ron Gilad.