Inspiração New Perennial

Responsável pelo famoso jardim suspenso do High Line em NYC, o paisagista holandês Piet Oudolf é o nome por trás desse e de vários projetos celebrados pelo mundo. Hoje o A Cor da Casa se inspira nos projetos dele que tem como base um movimento cujo ele é precursor, chamado “New Perennial”. Após três décadas estudando e pesquisando a botânica em Hummelo, no interior da Holanda, ele desenvolveu uma linha que realça forma, textura e a harmonia natural das plantas.

o paisagista holandês Piet Oudolf

É considerado o encontro da ecologia com o design, onde se prioriza a utilização naturalista de capins, gramas e plantas perenes – como hibisco, papoula, cerejeira, azaléias e eucalipto. São plantas com longo ciclo de vida cujas folhas não caem.

Ao adentrar um jardim assinado por Piet Oudolf, um olhar desconhecido pode ter a impressão de que as plantas estão doentes, por não estarem perfeitas. Mas é justo esse diferencial que o holandês quer passar em seus projetos, onde o selvagem, o natural e o vivo são os elementos mais importantes. Inclusive, muitos trabalhos dele parecem como jardins naturais e espontâneos, intocados pelo homem. Por sinal, é justo o contrário, já que um jardim de plantas perenes requer mais estudo e preparo para por de pé! Cada planta é colocada em seu devido lugar, e existe todo um preparo em relação com a planta que está ao lado.

Enquanto muitos consideram um jardim bem verde e florido como o ideal, Piet pensa diferente. Para ele o marrom é uma cor tão importante quanto o verde em um jardim. A beleza das plantas no outono ou inverno, deve ser tão apreciada como no verão e na primavera.

Entre seus projetos mais conhecidos, estão o do High Line e do Battery Park de NY, o Millenium Park em Chicago, o de Hoogeland na Holanda e os jardins de Scampston Hall, na Inglaterra.

Para mais informações, visite o site do paisagista.