Picasso no Rio

A exposição “Picasso e a modernidade espanhola” chegou ao CCBB do Rio na semana passada em grande estilo. Originalmente montada no Palazzo Strozzi, de Florença, a exposição reúne 90 obras de Picasso e outros grandes artistas espanhóis da época, como Joan Miró e Salvador Dalí, fazendo referencia ao percurso de Picasso como artista até chegar à realização de Guernica, e suas contribuições para uma noção de modernidade voltada para o tempo presente. Com curadoria de Eugenio Carmona, as obras são todas do período do Modernismo e divididas em oito módulos temáticos: os desenhos, a obsessão pela figura feminina, a habilidade na criação de imagens por meio de figuras geométricas, a associação à figura do minotauro e esboços e pinturas que serviram de preparação para “Guernica”, sua obra mais marcante.

Entre os destaques da exposição estão “Cabeça de mulher” (1910), “Busto e paleta” (1932), “Retrato de Dora Maar” (1939) e “O pintor e a, modelo” (1963), além de estudos e esboços para “Guernica”.

“Cabeça de mulher” (1910)

“Busto e paleta” (1932)

“Retrato de Dora Maar” (1939)

“O pintor e a modelo” (1963)

E…estudos para “Guernica”

A exposição foi produzida em colaboração com o Museu Reina Sofía, em Madri, que reúne um dos mais importantes acervos de obras de Picasso- perdendo apenas para o Museu Picasso de Paris e de Barcelona, e surpreendentemente, o Museu Ludwig, em Colônia.

Picasso produziu muito durante a vida, e tem obras espalhadas pelos melhores e maiores museus do mundo. Pesquisadores de sua vida e obra apontam para um número estimado de 13.500 quadros, 100.000 gravuras, 300 esculturas e 34.000 ilustrações produzidas durante seus 75 anos de vida. Essa é uma oportunidade especial para ver no Rio de Janeiro obras desse grande mestre que até hoje nos inspira e influencia a arte.

“Picasso e a modernidade espanhola” fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de 09h-21h até dia 07 de setembro, com entrada franca. O CCBB fica na Rua Primeiro de Março 66, no Centro do Rio.