Expo Milano: em foco

A Expo Milano está a todo vapor na cidade que é uma das principais capitais de design no mundo. Como adiantamos na semana passada, o tema desse ano é “Feeding the planet” (http://acordacasa.com.br/2015/05/08/nutrindo-o-planeta/), então todos os pavilhões abordam questões relacionadas a energia, alimentos, nutrição e sustentabilidade. São 54 pavilhões que estão tirando o fôlego dos visitantes, que se encantam ao encontrar novidades não só de arquitetura, como de engenharia e design. O A Cor da Casa destaca aqui alguns dos nossos favoritos desta edição. Confira!

CHINA: Em parceria com a Universidade de Tsingua, o pavilhão da China fala sobre a “Terra de Esperança”. Esse é o primeiro pavilhão do país fora da China, e interpreta a filosofia antiga de que o homem é parte integral da natureza. A arquitetura do pavilhão remete aos avanços tecnológicos do homem em harmonia com o meio ambiente, fazendo referencia ao skyline de um centro urbano e madeiras florestais.

REINO UNIDO: Esse pavilhão tem como tema referencial as abelhas, e a dependência que nós humanos temos nesses pequenos insetos. ‘Grown in Britain: Shared Globally’ , mostra como as abelhas são direta e indiretamente responsáveis por um terço de cada garfada de comida que damos. No formato de uma típica flor britânica, o pavilhão convida os visitantes para um passeio dentro de uma colméia, onde nos sentimos como a própria abelha.

FRANÇA: Não há como pensar na França sem pensar em comida, claro. Por isso, o pavilhão francês explora justamente essa riqueza gastronômica, onde cada região do país produz alimentos diferentes com tradições culinárias distintas.

MALÁSIA: Em busca de um ecossistema sustentável, o pavilhão da Malásia é uma réplica de uma floresta tropical de grandes proporções. O objetivo é destacar a evolução do país dos tempos agrícolas a uma sociedade altamente industrializada e urbanizada – ao mesmo tempo sempre preservando as tradições.

ÁUSTRIA: O ar é o tema central do pavilhão da Áustria desta edição, unindo uma plantação natural com tecnologia para criar um sistema de geração de ar. Doze ecossistemas austríacos estão expostos, com uma variedade de plantas incrível, desde pequenos arbustos a árvores de 12 metros. Além disso, soluções são propostas visando um futuro com falta de ar.

KUWAIT: Esse é o primeiro pavilhão do Kuwait na Expo. Em formato de um barco a vela de estilo tradicional árabe, o pavilhão explora o tema dos desafios da natureza – um tema particularmente importante para o Kuwait, onde a tecnologia venceu gigantes obstáculos nesse país que fica em pleno deserto.

BRASIL: Finalmente, destacamos o pavilhão do Brasil, projetado pelo escritório Studio Arthur Casas em parceria com o Atelier Marko Brajovic. A proposta é apresentar diversas soluções a questão alimentícia através da capacidade tecnológica da agricultura brasileira. A biodiversidade brasileira está em destaque nesse espaço sensorial, que integra momentos lúdicos, informações científicas de ponta, interação e aprendizado.

A Expo Milano fica em cartaz até dia 31 de outubro em Milão. Para mais informações, visite o site do evento.