Nutrindo o planeta

Como se já não bastasse toda a bombação em Milão no mês de abril, com o Salão Internacional de Móveis e a Milão Design Week, maio também começou agitado nessa cidade italiana tão cosmopolita. A hiper aguardada Expo Milão 2015 foi inaugurada em grande estilo na semana passada. A comida, que é símbolo de hospitalidade, comunidades e celebração, é a grande homenageada da vez, com o tema: “Feeding the Planet”.

Desde 1851, as exposições mundiais vem acontecendo em diferentes cidades e encantando o público com seus pavilhões internacionais, sempre trazendo a tona importantes temas para a atualidade. A ideia em 2015 é examinar a história humana através da lente de dois aspectos da produção alimentícia: valores culturais tradicionais e o uso de novas tecnologias. Esses dois temas não são tão diferentes quanto pensamos, na verdade são bem interconectados. O objetivo é destacar a energia vital que recebemos através do alimento.

O evento tem seis meses de duração e prevê um público de aproximadamente 20 milhões de pessoas. A Expo apresenta nada menos que 54 pavilhões nacionais e diversas instalações de empresas multinacionais, todos promovendo a culinária de seus países. Pavilhões de Foster + Partners, Herzog & de Meuron, SPEECH, Daniel Libeskind e muitos outros permanecerão abertos ao público até o dia 31 de outubro. 

Pavilhão Brasileiro, que está sendo muito elogiado, foi projetado pelo escritório Studio Arthur Casas em parceria com o Atelier Marko Brajovic. A proposta é apresentar diversas soluções a questão alimentícia através da capacidade tecnológica da agricultura brasileira. A biodiversidade brasileira está em destaque nesse espaço sensorial, que integra momentos lúdicos, informações científicas de ponta, interação e aprendizado.

Para saber mais sobre a participação do Brasil na Expo Milão, visite a página do evento  no site. Em breve, mais novidades da Expo Milão, como os pavilhões mais destacados.