Em Cartaz

Como nos parece que o sol não vai sair esse final de semana, o A Cor da Casa recomenda cinco exposições de artes visuais em cartaz que prometem ser uma boa alternativa ao sol, mar e areia.  Confira!

“Apreensões e objetos do desejo”

No ano passado a Receita Federal confiscou 20 obras de arte no Porto do Rio de Janeiro. Trazidas ilegalmente ao Brasil em nome de terceiros, seus donos não foram identificados. A sorte dos cariocas é que as obras primas foram doadas para o Museu de Belas Artes e poderão ser vistas até 29 de março. Trabalhos de Niki Saint Phalle, Anish Kapoor, Beatriz Milhazes, Cildo Meireles, Osgemeos, Daniel Senise, Sérgio Camargo, estão entre as obras que foram apreendidas e agora fazem parte da exposição.

Onde: Museu Nacional de Belas Artes – Av . Rio Branco 199, Cinelândia

Quando: Até 29 de março

Horários: ter-sex das 10h às 19h, sáb e dom de 12h às 17h

“Rembrandt e a figura bíblica” (em vermelho)

A exposição inédita reúne 78 originais do holandês, divididos em dois módulos: um dedicado à cronologia da vida e da obra do artista, ilustrado com gravuras de diversos temas, e o outro de temas bíblicos religiosos.

Onde: Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí 20, Centro

Quando: Até 22 de fevereiro

Horários: ter- dom das 12h às 19h

“Nossa casa minha vida – Visite apartamento mobiliado no local”

Nelson Leirner, um dos artistas contemporâneos brasileiros mais conceituados, construiu dentro de uma das salas da Fundação Eva Klabin um apartamento mobiliado com 24 metros quadrados, para uma família composta de um casal e dois filhos. A instalação original é um convite para refletir sobre a proposta do governo da “Minha Casa, Minha Vida”, para as classes C e D no Brasil.

Onde: Fundação Eva Klabin – Av. Epitácio Pessoa 2480, Lagoa

Quando: Até este domingo, 25 de janeiro

Horários: ter-dom das 14h às 18h

“Museu do homem do Nordeste” (em vermelho)

O pernambucano Jonathas de Andrade apresenta o resultado de uma pesquisa sobre o estereotipo de masculinidade nordestina e o papel das instituições na criação dessa imagem. Jonathas é um dos jovens artistas brasileiros com maior destaque internacional na atualidade. Seu trabalho com fotografia e vídeo fala de temas do cotidiano com viés político.

Onde: Museu de Arte do Rio (MAR) – Praça Mauá, Centro

Quando: Até 22 de março

Horários: ter-dom das 10h às 17h

“20”

Para comemorar os 20 anos da galeria Mercedes Viegas, a mostra reúne obras de artistas que fizeram parte de sua história, como Antônio Dias, Carlos Vergara, Angelo Venosa, Tunga, Daniel Senise e José Bechara – e ainda misturam ao elenco atual da galeria: Alvaro Seixas, Amalia Giacomini, Enrica Bernardelli, Jaqueline Vojta e Regina de Paula.

Onde: Galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea – Rua João Borges, 86, Gávea

Quando: Até 31 de janeiro

Horários: seg-sex de 12h às 20h e sáb de 16h às 20h

Também estamos de olho no quem vem por ai, ainda no verão:

“Kandinsky: Tudo começa num ponto”

Kandinsky, um dos mais renomados mestres da pintura moderna, fundador da arte abstrata, está “em tour” pelo Brasil. Atualmente em Brasília, a exposição chega no Rio na semana que vem, e em março ainda segue para Belo Horizonte e depois São Paulo. É a primeira vez que uma exposição como essa sai da Europa, com pinturas litografias, fotografias e objetos que ilustram a trajetória do artista russo. As obras são provenientes do Museu Estatal Russo de São Petersburgo e outros.

Onde: Centro Cultural Banco do Brasil

Quando: 28 de janeiro – 30 de março

Horários: qua – seg das 09h às 21h