Picasso em Paris

Após anos intermináveis de reforma, o Museu Picasso acaba de ser reaberto em Paris. Fechado desde 2009, o prédio antigo foi renovado pelo arquiteto francês Jean-François Bodin. Localizado no Marais, bairro boêmio parisiense, o museu fica em uma mansão antiga do século XVII que abriga a maior coleção do mundo de trabalhos do artista.

Com a morte de Picasso em 1973, sua família doou a coleção pessoal privada e pessoal de obras do artista para o governo francês. Em 1986, o museu foi inaugurado com 5 mil obras, atraindo desde então milhares de visitantes diariamente. Afinal, as obras que o próprio Picasso guardava – ao invés de vender – são as que de certa forma tinham algum valor emocional e especial pro artista. Pode se dizer que o museu tem curadoria do próprio artista. Além de suas obras, Picasso também tinha em casa uma coleção preciosa de quadros de seus artistas preferidos, entre eles Degas, Cézanne, Miró e Rousseau.

A reinauguração do Museu no dia 25 de outubro foi tanto elogiada como criticada pela mídia. Os mesmos problemas citados antes da reforma, que dizem respeito a planta do prédio – como galerias apertadas, corredores sem saída e conexões ilógicas – ainda estão presentes. Apesar disso, o espaço de exposição duplicou, o que da margem para mais obras do lendário artista serem expostas.

O Museu Picasso fica no Hôtel Salé, 5 Rue de Thorigny- Marais, Paris. Recomenda-se compra de entradas pela internet para evitar filas.