Arte no Parque

Londres amanheceu efervescendo arte e cultura. A 12a edição da Frieze London, uma das feiras de arte contemporânea mais importantes, começou hoje no Regent’s Park. Paralelamente, a Frieze Masters, que apresenta exclusivamente obras feitas antes de 2000, acontece no Gloucester Green, também no parque. Juntas, as duas feiras atraem um amplo público para Londres, com interesses artísticos dos mais diversos.

Esse ano, o espaço da feira foi desenvolvido pelo Universal Design Studio, renomado escritório de arquitetura especializado em exposições e museus, como o The Victoria & Albert Museum e a National Gallery, ambos em Londres. O projeto promete aproveitar melhor os espaços públicos e dar ênfase a contrastes, texturas e tons inesperados.

Ao todo são 162 galerias participantes de 25 países. Além dos stands, palestras e eventos “Frieze Talks” acontecerão dentro da feira. Uma novidades da Frieze London é a seção “Live”, uma galeria dedicada a instalações e performances. Na Frieze Masters, a seção “Spotlight” será dedicada a apresentações solo de artistas do século XX provenientes de 14 países como Áustria, Brasil, Índia, Japão, Coréia, Líbano, Sérvia e África do Sul. O curador desta seção é o escritor carioca radicado em São Paulo Adriano Pedrosa.


Um das partes mais exploradas – e aguardadas- pelo público a cada ano é o “Sculpture Park”, onde obras de arte são expostas em pleno English Gardens, também dentro do Regent’s Park. O tema dessa edição é a relação de tamanho e escala, onde obras monumentais serão expostas ao lado de esculturas site specific e vídeo-arte. Com acesso livre para o público, é sempre considerada um dos highlights da temporada de arte no parque.

Frieze London e Frieze Masters acontecem de hoje até domingo, diariamente de 11 às 19h no Regent’s Park, em Londres. Para mais informações, visite o site da feira.