Luxo é Arte

A australiana CJ Hendry tinha uma vida comum, trabalhando em Brisbane como vendedora da Chanel de dia e estudando arquitetura a noite. Até que um dia, largou tudo e seguiu um sonho conduzido pela paixão que tem desde criança pelo luxo. Começou a desenhar objetos de luxo inspirados nas suas grifes favoritas: Louis Vuitton, Prada, Chanel, Hermès, Gucci e etc. Dois anos depois, já é considerada uma das artistas-revelação de 2014, com quadros que vão de dez até cinquenta mil dólares.

CJ Hendry

CJ Hendry nunca estudou arte, e faz um trabalho absolutamente intuitivo, usando apenas papel e lápis. Sua nova série é dedicada a desenhos realísticos de sacolas de lojas de grife. Para produzir as telas, a australiana fotografa minuciosamente cada angulo de uma sacola real, estuda as fotos, e depois passa 100 horas –literalmente- produzindo cada desenho.

“Paciência é a chave”, ela conta. Cada detalhe, cada sombra é importante para o seu trabalho.

Suas telas são trabalhos únicos, e ela não aceita as inúmeras encomendas que chegam do mundo inteiro pedindo repetecos.

CJ não tem costume de expor em galerias, porque afinal, jovem e descolada como é, acha desnecessário expor em plena era de Instagram. Cada post seu gera um retorno incrível, e as telas são mediatamente vendidas após cada postagem. Para ver outros trabalhos dela, siga @cj_hendry no Instagram.