Design Nosso

Já se foi a época em que lá fora só eram conhecidos Sérgio Rodrigues e Irmãos Campana quando o assunto é o design. Depois que desbravaram esse mercado, construindo a boa reputação do design brasileiro,  os caminhos se abriram para uma nova geração talentosa e criativa que está dando o que falar.  Zanine de Zanine, Brunno Jahara, Carol Gay, Guto Requena, Henrique Steyer e Jader Almeida são alguns dos nomes mais fortes da atualidade, e que levam brasilidade para lojas, mostras e clientes para vários continentes.

Carol Guay

 

O que todos têm em comum, além dos trinta e poucos anos, é o uso de materiais pouco sofisticados, irreverentes, inovadores e bem brasileiros em suas criações. Mais de vinte anos depois do sucesso do lançamento da cadeira Favela, dos Campana, feita com sarrafo de madeira, esses jovens designers seguiram esse trilho usando borracha de reciclagem, madeira de demolição, alumínio, palha e até cintos de segurança.

Brunno Jahara

Exemplo disso é a cadeira Nóize de Guto Requena, que digitalizou o projeto da cadeira Girafa, de Bardi, e com um software, o fundiu ao desenho de ondas de som captados na Rua Santa Ifigênia, no centro de São Paulo.

Guto Requena

Cadeira Nóize

Segundo a especialista paulista Adriana Kertzer, essa “favelização” vende bem no exterior, pois foge da rigidez europeia que domina o mercado. Não é a toa que as melhores e maiores multimarcas de design no mundo estão de olho no Brasil, buscando estar sempre a par das novidades e lançamentos por aqui. Que assim seja!