Inspiração Shigeru Ban

O A Cor da Casa se inspira hoje nos projetos de Shigeru Ban, arquiteto japonês que recebeu ontem o Prêmio Pritzker 2014 – o “Oscar” da arquitetura. Ele, que é o terceiro japonês a vencer o prêmio nos últimos cinco anos, é célebre pelos edifícios provisórios criados em cenários de guerra ou em locais devastados por desastres naturais. É também reconhecido pelos materiais que utiliza e que não ligamos habitualmente à construção, como cartão, grades de cerveja ou contentores. 

O júri realçou a “simplicidade elegante” das suas obras e elogiou-o por “responder com criatividade e design de alta qualidade a situações extremas causadas por desastres naturais devastadores”.

Abaixo, algumas das obras mais importantes da carreira de Shigeru Ban:

Centre Pompidou de Metz, na França

Sede da empresa suíça Tamedia, na Suíça  

Pavilhão Japonês da Expo 2000, em Hannover, Alemanha. 

A catedral de Christchurch, na Nova Zelândia, feita com tubos de papel reciclado, foi erguida em substituição do templo original, destruído pelo terremoto de 2011

Centro comunitário em Kobe, no Japão, construido após o terremoto de 1995

Centro comunitário em Bhuj, na India, construido após o terremoto de 2011

Sobre o arquiteto:

Nascido em Tóquio em 1957, Shigeru Ban estudou no Southern California Institute of Architecture e na Cooper Union School of Architecture em Nova York. Em 1985, abriu o seu atelier em Tóquio, sendo que atualmente têm escritórios em Paris e Nova York. Começou a desenvolver trabalho humanitário depois de tomar contacto com as condições dos campos de refugiados no Ruanda, em 1994. Ao longo dos anos, a sua arquitetura de apoio a populações assoladas por guerra ou tragédias naturais foi erguida na Turquia, Índia, China, Haiti, Japão, no Ruanda e na Nova Zelândia.