O artista completo

Conhecido também pelo seu talento musical, e principalmente pelo agito nas pistas dos eventos mais badalados do Rio de Janeiro, Dudu Garcia é um artista completo. Hoje comemora mais uma conquista, com a inauguração de uma exposição solo no Centro Cultural Correios, que ocupa um andar inteiro.

O artista plástico e DJ Dudu Garcia

 Na exposição, obras recentes, antigas, grandes e pequenas, estão dispostas em uma enorme parede branca. A ideia é trazer a noção do “site-specific”, mostrando que a parede é uma tela para os elementos de composição, e que o local da mostra deve dialogar com a obra. “Dudu expõe aquilo que o quadro (entendido como janela móvel na Renascença), antes, costumava cobrir (parede).  No lugar da janela, partes e fragmentos de paredes,” escreveu o critico de arte Fernando Cocchiarale.

Sempre flertando com os estilos da Arte Póvera, Arte Concreta e Expressionismo abstrato, Dudu trabalha em cima do deslocamento de paisagens urbanas despercebidas para dentro de uma zona de analise e da ação do tempo como uma parceira em sua pintura. Usando materiais orgânicos, pó de pedra, poeira, petróleo, borracha e limo como tinta em telas de linho, cânhamo e canvas de algodão, Dudu vem conquistando o público nacional e internacional com seu olhar inovador. Suas obras já rodaram o mundo, com paradas na França, Alemanha, Inglaterra, Bélgica, EUA e Japão. “As pinturas de Dudu Garcia mostram-nos coisas que a nossa época tende a evitar, como o transcorrer do tempo, que se expressa pela organicidade daquilo que viveu a intempérie, interagiu com os elementos até se transformar num objeto, um objeto reificado.” – diz o artista plástico Roberto Cabot.

“Enquanto conversava com Gustav, pensei em Serra Pelada” (2014)

“Enquanto conversava com Gustav” (2014)

“Neo Concreto” (2014)- “Os muros de concreto nos confrontam com uma realidade factual, e nos fazem perguntar como chegamos a estar frente a ela. Há algo inquietante nessas massas de cimento que deveriam pesar muito para estar penduradas nas paredes, e que mesmo assim, fazem questão de serem massas de concreto, mesmo em suspensão.” – Roberto Cabot, sobre o trabalho de Dudu Garcia. 

A exposição “Dudu Garcia” fica em cartaz a partir de hoje até 18 de maio no Centro Cultural Correios, na Rua Visconde de Itaboraí, Centro.