Muito além do jardim

by Ivan Rezende

             Em abril deste ano, estive em Milão, junto com um grupo de designers cariocas, participando da exposição Rio+Design, na via Tortona 31, como parte dos eventos paralelos que acontecem no período do Salão Internacional do Móvel, I Saloni.

            É sabido que a Feira nos proporciona um mar de informações e apelos sensoriais. Por isso mesmo, é preciso estender o olhar em outras direções para não naufragarmos em meio ao turbilhão de eventos/espetáculos e, desta maneira, aproveitarmos, cada um ao seu modo, o plural, o melhor da criação.

            Recorto aqui, um pouco do que vi. O cenário fluido que permeará o registro imagético da minha experiência particular – Milão 2013.

Jardins da Villa Real

Parco Baravalle

I Saloni

Inspiração Morandi, cerâmicas Kose

As estantes/sistemas de Franco Albini

Grupo OMA para Knoll

Euroluce

Stand Vibia

Luminárias Vibia

Bernard Schottlander

 Tortona 

Kelvin Teo

Exposição  rio+design

Banco Paraná e bandeja zip na exposição rio+design

Studio Job na sala Il Cenaculo do Museo de Ciencia e Tecnologia – emoção e rigor

My nose my stekkeerdoos

Fab + fundação And Warhol

Ventura Lambrate – design e memória

Vestaglietta

Papel de parede

Entre o almoço e o jantar , a feira de Via San Marco e o drink no El Tombon de San Marc

Feira de Via San Marco

El Tombon de San Marc

Para antes da ópera no teatro Scala, livraria e café da Galeria D’Italia, projeto de Michele De Lucchi

Livraria

Café

3 espaços fundamentais

Spazio Oberdan onde exibia-se a exposição de Robert Doisneau

PAC – Padiglione d’Arte Contemporanea anexo a Galleria d’Arte Moderna (Villa Real) exposição do trabalho de Jeff Wall.

Hangar Bicocca onde residem as 7 Torres Celestiais do Anselm Kiefer e por onde passava a exposição Primitive de Apichatpong

Arquitetura para emocionar

Palazzo Castigliori  – o mais importante exemplo de estilo Liberty Milanês

Teatro Scala

 Para ver as estrelas…

Planetário de Milão