Off Feira

Não é maresia. É cheiro de arte. Isso mesmo, o Rio de Janeiro, em seu momento de glória, está criando, projetando e respirando arte.

A segunda edição da Art Rio, Feira Internacional de Arte Contemporânea do Rio de Janeiro, inaugura nesse dia 13 no Píer Mauá, com a expectativa de movimentar R$ 150 milhões. Mas além de gerar esse grande frisson entre colecionadores e galeristas, a feira acaba movimentando não só o mercado, como também o interesse dos cariocas pelas artes plásticas.

A feira atrai uma imensidão de eventos culturais paralelos para a cidade, muitos com entrada franca.  Os bairros da Zona Sul estarão repletos de oportunidades para quem gosta, admira, pratica, ou simplesmente, sente curiosidade pela arte. O blog fez uma seleção para quem quer fazer um roteiro “off-feira”, curtindo as atrações disponíveis ao longo dessa semana.

Roteiro A Cor da Casa – Off Feira:

A galeria Gentil Carioca abre suas portas para uma retrospectiva do artista José Bento, que expõe uma variedade de obras compostas desde os anos 60, em formato de labirinto.

José Bento

2. A Estação Leopoldina recebe uma instalação de Ernesto Neto, feita de crochê. A quatro metros do chão, a obra remete um jardim suspenso, criando um caminho de 150 metros por onde o publico pode caminhar, mostrando que arte também é diversão.

Ernesto Neto

3. A galeria Mercedes Viegas  recebe uma individual de Elisa Bracher, com desenhos e gravuras em papel de arroz feitos entre 1008 e 2009, além de duas esculturas inéditas em madeira e chumbo.

Elisa Bracher

4. Raul Mourão será o destaque da galeria Lurixs, onde o artista expõe sete esculturas de parede. Ao mesmo tempo, na Praça Tiradentes, ele expõe seis grandes obras. As duas exposições se contrapõem lindamente – uma em escala intimista e a outra é imponente.

Raul Mourão

5. A Galeria Silvia Cintra + Box, recebe a exposição “Quadro a Quadro: Cem Monas” de Nelson Leirner, que encanta o publico com as intervenções artísticas na querida Mona Lisa.

Nelson Leirner

6. A Casa França Brasil expõe cinco obras inéditas de Waltercio Caldas. Chamada de “Cromática”, a mostra questiona o que de fato está em jogo quando nos encontramos diante de uma obra de arte pela primeira vez.

Waltercio Caldas

7. No MAM (Museu de Arte Moderna) duas belíssimas exposições encantam os visitantes: uma retrospectiva de Ângelo Venosa e outra de Alberto Giacometti.

Angelo Venosa

Alberto Giacometti

8. A Graphos Galeria apostou no street art e exibe obras de Mr. Brainwash, famoso grafiteiro francês que aposta no mix entre pop art e street art.

Mr Brainwash

9. O projeto OiR, Outras Idéias para o Rio, promove intervenções de artistas internacionais em cartões-postais da cidade. Trata-se de uma espécie de bienal de arte pública até as Olimpíadas de 2016, onde a cada dois anos, mudam os convidados. Nesta edição, estão o americano Robert Morris, o espanhol Jaume Plensa, os ingleses Brian Eno e Andy Goldsworthy, e o brasileiro Henrique Oliveira.

A gruta de argila de Andy Goldsworthy

na Enseada de Botafogo, a grande cabeça de “Awilda”, escultura de Jaume Plensa

no parque Madureira, o túnel em madeira de Henrique Oliveira

na Cinelândia, o labirinto de vidro de Robert Morris

Que esse momento do Rio, tenha vindo para ficar, os cariocas agradecem!