Insustentável leveza do ser…

Balança a vida, as chaises, as redes, as árvores, o teto flutuante… De papo pro ar. Viva a vida relaxada, onde somos donos do tempo. Aceita um refresco de ducha de chuveiro que simula cachoeira no meio da selva? Bate-papo e brisa fresca. Vamos jantar na varanda? Bate-papo com a alma-gêmea. Vai de pic-nic na sala sem paredes de Alessandro Sartore? Bate-papo sobre o seu cineasta predileto. Ah, vamos nos jogar na maciez das plumas de ganso do home theater de Andrea Chicharo? Bate-papo paro o ar… Vida leve. Vida mansa… Que tal viver em uma estufa experimental?

Varanda do Terrace Bar – Patrícia Fiúza

Com móveis confortáveis em corda náutica, rodeado de verde e com vista para o Cristo Redentor.

Sala de PicNic –Alessandro Sartore

No jardim, sem paredes e com teto flutuante, um ambiente aconchegante com cestas de frutas e flores, um pout-pouri de abajures e móveis confortáveis


Estufa experimental – Flávia Martins, Felipe Lobão e Antonio Carlos de Souza Leite

Também um ambiente externo, com boa ventilação. Toda a estrutura de madeira deixa passar a luz natural – além do aproveitamento de uma árvore já existente, que “entra” pelo ambiente.

Jardim do living – Paula Bergamin

Sob a sombra de uma árvore centenária, uma chaise dupla, pufes de Fortaleza espalhados pelo jardim e uma edícula recuperada, que serve de “casinha do jardineiro”, para fazer arranjos de flores